domingo, 14 de fevereiro de 2010

O silêncio de quem ama

Janilson Barros do Amaral¹


Não precisa dizer nada,
Apenas pense em mim,
Pois sinto teu amor,
Ele está presente, sim.
O silêncio de quem ama
É assim.

Mesmo estando distante,
Sinto tua presença constante,
Estamos juntos um do outro.
E isso é o importante.
O silêncio de quem ama
É assim.

Quando a gente pensa que está longe,
Está perto.
Pois o amor está na nossa mente, por certo;
E mesmo que a pessoa amada esteja ausente,
Ainda assim a gente sente,
Que ela está sempre presente.
O silêncio de quem ama,
É como as águas dos rios...
Nunca para de viajar,
Ao encontro desse mar, do amar.

O silêncio de quem ama,
É uma energia,
É a beleza é a vida.
É teu amor que eu sempre quis,
Para ser sempre feliz.

________________
¹Engenheiro Agrônomo, Técnico em Edificações, Professor e Escritor
E - mail: jbamaral@gmail.com Blog: http://jbamaral.blogspot.com

3 comentários:

  1. JB, obrigado pela visita...ja to por aqui te seguindo.
    Abração....

    ResponderExcluir
  2. Seus poemas são cehios de ternura, de amor. São, afinal, emoçoes né mesmo. Gostei. Parabéns

    ResponderExcluir